“Na Casa de meu Pai há muitas moradas.” – João, 14-2

Há muitas moradas físicas no Universo Físico.

 

Muitas moradas extrafísicas no Universo Extrafísico.

 

Muitos Mundos ditos Espirituais.

 

Mundos Espirituais de Mundos Espirituais.

 

O Universo Físico não tem teto.

 

O Universo Extrafísico não tem fronteira.

 

Muitos são os corpos espirituais – os perispíritos.

 

O corpo físico, ou material, é tão somente um deles.

 

Longe ou perto é questão de ponto de referência – apenas.

 

Alto ou baixo, igualmente.

 

Lá é aqui.

 

O Reino de Deus não está alhures.

 

Mas, sim, “dentro em vós”…

 

Não há maior universo do que a mente.

 

A mente do espírito é repleta de mundos.

 

O chamado “Big-Bang” é mais fenômeno interior que exterior.

 

Universo mental em expansão.

 

O Cristo é o “universo” para o qual as mentes humanas devem se expandir.

 

O “Buraco Negro” é o “buraco de minhoca” do Universo Físico.

 

Ele também existe no Extrafísico.

 

Reencarnar ou desencarnar – atravessar Dimensões.

 

Revestir-se ou desvestir-se de matéria.

 

É viajar no Tempo e no Espaço.

 

A “morte” é fenômeno de periferia.

 

Inacessível à essência do ser.

 

À nossa volta aqui, no Mundo Espiritual, formas etéreas que não vemos.

 

Que apenas em rocio podemos sentir.

 

Formas sem forma.

 

Sem cor, tamanho.

 

Sem sexo.

 

Sem nexo, talvez.

 

Luzes pulsantes.

 

Cérebro e coração, coração e cérebro.

 

Dois em um só.

 

Amor e Sabedoria em fusão.

 

Mundos Paralelos?!

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

Mundos Circulares – por todos os lados, sem lados.

 

O Mundo Espiritual espírita?!

 

Apenas um passo de criança fora do berço.

 

Mundo pequeno que se crê grande.

 

Mundo limitado – ultralimitado.

 

Mundo do “ego”.

 

Ainda, infelizmente.

 

A Casa do Pai é um “queijo suíço”.

 

O rato, ou melhor, o “gato de Schrödinger”…

 

A Terra – uma pequena pedra…

 

O homem – um sapo debaixo da pedra.

 

Fui generoso – um girino num pingo de lama.

 

Quanta inutilidade na vaidade.

 

Quanta briga pelo poder de “não-ser”.

 

Gigantes pigmeus.

 

O homem! Ah, que coisinha tola…

 

Tanta polêmica à toa.

 

Exercício da mente analfabeta.

 

INÁCIO FERREIRA

 

Uberaba – MG, 4 de novembro de 2019.

 

Fonte: http://inacioferreira-baccelli.blogspot.com/2019/11/muitas-moradas-na-casa-de-meu-pai.html

Antonio Nazareno Favarin Dr. Inácio Ferreira
Blog do Dr. Inácio Ferreria mantido pelo medium Carlos A. Baccelli
Site Oficial: Mediunidade na Internet
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.