No capítulo XV – “Finalmente, o Socorro” –, André continua a narrar o incessante trabalho de Gúbio para o restabelecimento de Margarida, que ainda se encontrava sob a ação hipnótica de um obsessor de nome Gaspar, imantada, psiquicamente, a vários corpos “ovóides”.

Gaspar, um dos asseclas de Gregório, que, junto a Leôncio, extinguia com as forças vitais de Margarida, com o intuito de lhe provocar a desencarnação, agia como se fosse um “zumbi”, completamente dominado pelas mentes poderosas que o subjugavam – obsessão de obsessor para obsessor!

 

A respeito dele, escreveu André:

 

– O próprio olhar, quase vítreo, incapaz de fixar-nos, dava ideia de paralisia da alma, de petrificação do pensamento.

 

Adiante, Gúbio esclarece:

 

– André, há obsessores marcadamente endurecidos de coração que se petrificam quando sob a influência de perseguidores ainda mais fortes e mais perversos que eles mesmos.

 

Gúbio, em conversa com André e Elói, já tendo logrado a Saldanha e a Leôncio como aliados da operação libertadora, delibera buscar a cooperação de um grupo mediúnico – sim, necessitavam, junto a Gaspar, da intervenção dos integrantes de um grupo dedicado às tarefas desobsessivas.

 

O Instrutor, então, aproxima-se de Gabriel, esposo de Margarida, intuindo-o para que encaminhasse a companheira aos préstimos do Espiritismo.

 

– Consentes em que eu peça, em nosso favor, o concurso de algum amigo interessado em Espiritismo Cristão? – perguntou Gabriel à esposa, que concordou com a medida que, depressa, haveria de ser tomada.

 

Verifica-se uma apreensão por parte do próprio Saldanha, que temia represálias de Gregório – ele e Leôncio começaram a se mostrar receosos das consequências que lhes poderia advir pela decisão de desertar às fileiras do mal.

 

– Francamente, ainda não sei com certeza que será de mim mesmo. Perseguir-me-ão sem tréguas. Se puderem, conduzir-me-ão ao vale de miséria e sombra.

 

Os nossos irmãos e irmãs internautas não terão dificuldade alguma em compreender o justificado temor de Saldanha e de Leôncio, de vez que, sobre a Terra, ocorre o mesmo, quando, por exemplo, alguém que se vincula a determinado grupo criminoso delibera libertar-se de sua influência – muitas vezes, ocorre a chamada “queima de arquivo”, com os “amigos” de outrora mandando eliminar os desertores, o que, no Brasil, e noutros países, vem ocorrendo dentro das próprias penitenciárias e de outros setores da comunidade.

 

A obsessão, sem duvida, é trabalho de uma “máfia” espiritual, ou de uma “quadrilha” que não perdoa os que rompem com o pacto trevoso que se estabelece.

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

Leôncio, significativamente, externa o que costuma ocorrer com muitos espíritos, que, durante certo tempo, se consagram ao mal:

 

– Eu também não mais posso servir nas fileiras da vingança. Estou farto…

 

 

O grupo mediúnico humilde era, espiritualmente, coordenado por Sidônio, que movimentaria os recursos medianímicos, no campo da incorporação, de Dona Isaura.

 

Gaspar, de mente totalmente obnubilada, não corresponderia à intervenção intelectual de Gúbio, a quem, inclusive, ele não conseguiria ver e, tampouco, ouvir.

 

Em contato com a organização mediúnica, Gaspar, no entanto, começa a despertar…

 

Eis como narra André Luiz o interessante episódio:

 

– (…) Parecia um sonâmbulo, despertando. À medida que se lhe casavam as forças às energias do médium, mais se acentuava o fenômeno de reavivamento sensorial (destaque nosso). Apossando-se provisoriamente dos recursos orgânicos de Dona Isaura, em visível processo de “enxertia psíquica”, o hipnotizador gritou e chorou lamentosamente.

 

Reparemos o imenso trabalho que estava envolvendo aquela tarefa, cujo objetivo central era o de alcançar a Gregório, o tutelado de Matilde.

 

Muitos de nossos irmãos encarnados imaginam ser fácil, para os desencarnados, qualquer ação intercessória em favor dos que se encontram no corpo físico, ou mesmo além dele. Por vezes, o trabalho encetado requer o longo concurso do tempo, numa série de circunstâncias que se devem encadear.

 

INÁCIO FERREIRA

 

Uberaba – MG, 18 de agosto de 2019.

 

 

 

Fonte: http://inacioferreira-baccelli.blogspot.com/2019/08/lxi-reflexoessobre-o-livro-libertacao.html

Antonio Nazareno Favarin Dr. Inácio Ferreira
Blog do Dr. Inácio Ferreria mantido pelo medium Carlos A. Baccelli
Site Oficial: Mediunidade na Internet
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.