Educação Espírita / Zoe Mary Saraiva Paim / 127 Páginas / Editora Evangraf / ☆☆☆☆☆

Oooieeee! Tudo bom?

Uma das vantagens de ser voluntária em biblioteca de Centro Espírita é a oportunidade de observar um livro nascendo. Como aconteceu com essa mais nova obra da Zoe.

A Zoe já escreveu O Espiritismo segundo o Evangelho e do Átomo ao Arcanjo. Estou no mesmo Centro Espírita que a mesma, ela já me deu aula na Escola Básica e nunca tinha lido, inteiro, nenhum livro de sua autoria. Muita vergonha sim ou com certeza? No fim, cada Centro Espírita tem o seu Adenáuer Novaes, não é mesmo?

Aproveitei o lançamento e, consequentemente, essa chance de ouro e me joguei.

Agora chega de blá blá blá e bora para a resenha.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

RESUMO:

“A construção do Reino de Deus é uma tarefa individual, progressiva e intransferível, mas a transformação social da Terra é um compromisso global e inadiável, que só poderá se tornar realidade quando homens de boa vontade e de mente aberta, não importa se espíritas ou não, unirem-se para a criação das primeiras escolas comprometidas com o paradigma da autonomia moral que é a lição maior de nosso Mestre Jesus.

Sabemos que só a Educação pode levar a humanidade às mudanças necessárias para que o nosso Planeta se transforme na morada de Espíritos bons. Esta educação, que é a arte de formar caracteres (O Livro dos Espíritos, questão 685) tem por objetivo a formação de cidadãos livres, responsáveis, protagonistas de sua própria história”.

O livro possui 7 capítulos com alguns subtítulos, onde Zoe vai discorrendo sobre a educação de um modo geral e depois entrando na parte espírita. Sempre dando exemplos de personalidades importantes para esse surgimento e crescimento.

A autora começa abordando a religiosidade na história antiga, as suas leis morais e quais eram os grandes pensadores da antiguidade. Depois passa para Jesus e sua pedagogia através das parábolas.

A partir do terceiro capítulo entra na parte da educação diferenciada e conta um pouco das histórias e tentativas de mudanças pedagógicas de Comenius, Jean-Jacques Rousseau, Pestalozzi e Allan Kardec antes e depois da Doutrina Espírita.

Por fim, aborda a educação espírita, ou melhor dizendo, a falta dela. Lembra todas as tentativas, sem sucesso, de existirem mais colégios com paradigmas espíritas. E Zoe dá uma luz do motivo delas não irem para frente: O Espiritismo ainda tem uma imagem muito forte de assistencialismo. Além disso, cita a problemática da criança espírita estudar em locais com crenças diferentes.

Dá os exemplos de personalidades que tentaram uma educação mais espiritualista como Anália Franco, Eurípedes Barsanulfo, Tomás Novelino, Ney Lobo e Herculano Pires. Além de citar Paulo Freira, Maria Montesssori, Jean Piaget, Viktor Frankl e Augusto Cury e suas contribuições importantíssimas para a educação espírita.

A leitura é de fácil entendimento e fluída, assim como o texto. Você se sente mais em uma palestra do que lendo um livro, digamos assim. É possível ler em um dia. Você vai indo e quando você vai perceber, acabou.

E a obra traz uma reflexão importante: Por quais motivos existem tantas escolas com educações adventistas, católicas, evangélicas e quase nenhuma espírita? Eu passei minha educação básica toda em educação adventista e é nítido o cuidado que eles possuem com suas crenças e leis morais, inclusive nos momentos mais comuns e normais como uma aula de educação física.

Resumindo: Bora todo mundo fazer pedagogia e abrir uma escola espírita? Bora lá!

Onde Achar:

Atualmente somente na secretaria da Sociedade Espírita Círculo da Luz, pois toda a renda é convertida para ajudar na expansão da Casa. Maiores informações aqui.

Você já leu Educação Espírita? Me conta a sua experiência literária nos comentários.

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para [email protected]

Beijos!

---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.