Diálogo com as Sombras / Hermínio Corrêa de Miranda / 313 Páginas / Editora FEB / ☆☆☆☆☆

SkoobGoodreads

Oooieeeee!

E daí eu reli o clássico da literatura espírita Diálogo com as Sombras de Hermínio Corrêa de Miranda, onde o autor vai discorrendo a sua vivência nas mesas mediúnicas.

Bora conferir todos os detalhes na resenha.

(Clique aqui para conhecer o conteúdo exclusivo no Instagram)

RESUMO:

Com base em sua vasta experiência no intercâmbio com o plano espiritual, Hermínio Corrêa de Miranda contribui, de forma inestimável, para todos os que se dedicam ou planejam se dedicar aos irmãos sofredores, seja como médiuns seja como esclarecedores. O autor dedica esta obra aos leitores que participam de sessões mediúnicas e desempenham funções no trabalho de assistência fraternal aos Espíritos desencarnados, sugerindo técnicas e recursos eficazes para o desenvolvimento do diálogo entre o comunicante e o esclarecedor. Oferece, ainda, orientações sobre a formação do grupo, o preparo e a educação de seus componentes encarnados.

O livro é dividido em 4 partes e dentro delas existem muitos subtítulos. A primeira parte é a base de um grupo de estudo / mediúnico espírita e fala sobre o grupo em si, como ele é formado, onde ocorrerão as manifestações, quem são as pessoas e médiuns que podem trabalhar nele.

A segunda parte fala sobre as pessoas que participam de todo processo, tanto os encarnados de modo geral, quanto os médiuns, o doutrinador, quem são os outros participantes, os assistentes, a renovação do grupo, os desencarnados, orientadores, manifestantes, quem são os obsessores e os perseguidos, os magos e feiticeiros, os magnetizadores e hipnotizadores e as mulheres obsessoras.

A terceira parte discorre sobre o campo de trabalho e as muitas questões não previstas como os problemas, os desencarnados apegados ao poder, as vaidades e os orgulhos, os processos de fuga e as organizações que sempre tentam desestruturar o grupo e os médiuns.

Por fim, a quarta e a última parte comenta sobre as técnicas e recursos durante o trabalho de desobsessão no grupo mediúnico como o diálogo, a linguagem energética, as preces, os passes, recordações do passado, as crises, os sonhos e desdobramentos e as perspectivas.

Algumas situações comentadas por Hermínio não são mais utilizadas, porém, são sempre válidas tanto a título de conhecimento, aprendizado quanto a, quem sabe um dia, voltar a fazer algo descrito. E esses pequenos fatos se tornam insignificantes perto das histórias incríveis abordadas pelo autor.

Durante toda a narrativa, Hermínio vai explicando os pontos e contando histórias vivenciadas por ele enquanto doutrinador da mesa de desobsessão no qual fez parte. São muitas histórias reflexivas, as dores conscientes e inconscientes dos amigos tão necessitados de ajuda, os mundos criados por eles e o desespero quando descobrem a verdade.

Um fato que me chamou muito a atenção foi as mulheres obsessoras. Segundo Hermínio, são poucas comparadas aos homens e as mesmas seguem um “modus operantis”, ou seja, usam a beleza e o poder sexual como estratégia e armadilha para obsediar. Além disso, o autor também esclarece na teoria e na prática a diferença de obsessão e vingança. Que muitas vezes a pessoa está se vingando, porém, não obsediando. E vice-versa.

O texto é de fácil entendimento mesmo sendo antigo e a leitura é densa possuindo muitas informações e reflexões. É uma obra para ir lendo aos poucos e absorvendo.

Quem gosta de assuntos sobre obsessão ou desobsessão e quer saber como esses amigos são tratados e cuidados é uma ótima pedida.

Onde Achar:

Disponível em formato físico e e-book:

(Blog ganha comissão por venda)

Qualquer dúvida ou sugestão é só escrever nos comentários ou enviar um e-mail para [email protected]

Beijos!

---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.