BLOG DR INACIO FERREIRA

Como Você Interpreta?! – XLI por Dr. Inácio Ferreira

No capítulo 42 – “A Palavra do Governador” –, de “Nosso Lar”, André Luiz nos informa que o Governador, na certeza de que o grande conflito não seria evitado, embora todos os esforços dos espíritos esclarecidos junto aos gabinetes nos quais a guerra estava sendo decidida deliberou visitar o Ministério da Regeneração, para dirigir a sua palavra paternal a todos os moradores da referida cidade espiritual, enfocando a necessidade de trinta mil voluntários para os serviços defensivos de “Nosso Lar”.

Permitam-nos aqui formular algumas questões.

O que, por exemplo, o Governador quis dizer quando disse: “Haverá serviço para todos, nas regiões de limite vibratório, entre nós e os planos inferiores, porque não podemos esperar o adversário em nossa morada espiritual”?!

O Governador, por certo, não estava se referindo apenas e tão somente à maior organização de serviços no amparo aos que haveriam de desencarnar vitimados pela guerra, certo?!

De que maneira “Nosso Lar”, e outras cidades mais próximas ao orbe poderiam vir a sofrer com a guerra?! Será que a guerra, agitando os encarnados, oportunizaria aos vândalos desencarnados uma tentativa de invasão à “Nosso Lar”?!

Vejamos o que ele considera em seguida: “Seria caridade permitir a invasão de vários milhões de espíritos desordeiros? Não podemos, portanto, hesitar no que se refere à defesa do bem”.

E, um pouco mais adiante: “Todos devemos estar prontos para o sacrifício individual, mas não podemos entregar nossa morada aos malfeitores. (…) Preparemos, pois, legiões de trabalhadores que operem esclarecendo e consolando, na Terra, no Umbral e nas Trevas, em missões de amor fraternal; mas precisamos organizar, neste Ministério, antes de tudo, uma legião especial de defesa, que nos garanta as realizações espirituais, em nossas fronteiras vibratórias”.

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

Pedimos vênia para recordar aos nossos irmãos internautas o episódio, já comentado por nós, inserido no capítulo 31, intitulado “Vampiro”, quando um espírito, logrando atravessar as linhas de vigilância, intenta ter acesso à cidade. Recordam-se?!

Sabe-se que o mal, igualmente, pode agir por oportunismo. Encontrando ensejo, muitos espíritos encarnados, aparentando equilíbrio, de instante para outro, podem se transfigurar nos delinquentes que ainda são. Concordam?!

Numa manifestação pública de contestação, qual, ultimamente, vem ocorrendo no Brasil e no mundo, sendo inicialmente pacífica, de repente termina por degenerar, e quem não se supunha capaz de atos de violência e vandalismo, surpreende negativamente a si mesmo, e, não raro, aos seus próprios familiares, fazendo igual ou pior que os agitadores confessos costumam fazer.

No início do capítulo 42, Narcisa, em conversa com André Luiz, considerou: “Precisamos organizar determinados elementos para o serviço hospitalar urgente, embora o conflito se tenha manifestado tão longe, bem como exercícios adequados contra o medo”.

Medo de quê?! – indagamos. – Não nos seria uma reação natural, o receio, caso soubéssemos que hordas de malfeitores estivessem marchando em direção à nossa cidade, prestes, então, a ser por elas vandalizada?! Quantas vezes, por ocasião de uma catástrofe natural, como a de um terremoto, verificam-se saques, invasões de domicílio, atentados, de toda ordem, contra a dignidade humana?! Infelizmente, o mal que ainda existe em nós, e em nossos semelhantes, permanece à espreita e, em se lhe oferecendo oportunidade, manifesta-se.

Notemos, uma vez mais, quanto os Dois Planos, o Físico e o Extrafísico, incessantemente, agem e reagem um sobre o outro, com ações e intenções atravessando fronteiras vibratórias.

Ousamos dizer que os Dois Planos, são irmãos “siameses”, mormente para aqueles espíritos que não possuem lucidez da mudança provocada pela morte, para, mentalmente, se situarem em uma nova condição, que lhes possibilite passar a viver no degrau de cima da Escada que devemos transpor.

INÁCIO FERREIRA

Uberaba – MG, 22 de janeiro de 2018.

 

Fonte: http://inacioferreira-baccelli.blogspot.com.br/2018/01/como-voceinterpreta-xli-no-capitulo-42.html

 

Antonio Nazareno FavarinDr. Inácio Ferreira
Blog do Dr. Inácio Ferreria mantido pelo medium Carlos A. Baccelli
Site Oficial: Mediunidade na Internet
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.