“TODOS AMIGOS” ou “TODOS OS AMIGOS”?

Correto: todos os amigos.

Explicação: os adjetivos “todo” e “toda” – sem o artigo – significam “cada” ou “qualquer”, e “todo o” e “toda a” – com o artigo – transmitem a ideia de totalidade (inteiro/inteira).

Exemplos: – todo dia faço revisões de textos para serem publicados (indica cada ou qualquer dia);

                 – todo o dia faço revisões de textos para serem publicados (aqui indica o dia inteiro).

Nota 1: quando os adjetivos “todo” e “toda” forem usados antes de substantivos ou pronomes relativos no plural, devem ser acompanhados dos artigos “os/as”.

Exemplos: – todas as pessoas têm o livre-arbítrio para escolherem o melhor caminho que devem seguir em prol de sua evolução;

        – todos os que seguem o caminho do bem serão felizes.

Nota 2: quando os adjetivos “todos” e “todas” precederem numerais, usam-se os artigos “o/a” somente se o número estiver seguido de um substantivo; caso contrário, não se usa artigo após estes adjetivos “todos” e “todas”.

Exemplos: – todos os cinco candidatos que participaram da seleção foram  aprovados (com uso do artigo);

       – depois da prova, foram comemorar todos cinco ou todos cinco foram comemorar, depois da prova (sem o artigo antes do número).

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

“ELES TEM” ou “ELES TÊM”?

Correto: eles têm.

Explicação: o tempo presente do indicativo do verbo “ter” apresenta as seguintes formas em sua conjugação: eu tenho, tu tens, ele tem; nós temos, vós tendes, eles têm.

                  Note-se que a terceira pessoa do plural, assim como os seus derivados: “eles retêm” “eles detêm” etc., também são acentuados neste tempo e modo verbal.

Nota: esta mesma regra é válida, também, ao verbo “vir” e seus derivados: eu venho, tu vens, ele vem; nós vimos, vós vindes, eles vêm.

_______________________

Reflexão: – “O bem que você pratica em algum lugar será seu advogado em toda parte” – Chico Xavier.

                –  “Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências” – Chico Xavier.

 

Antonio Nazareno Favarin Antonio Nazareno Favarin
Professor de Português, Revisor de livros de São José dos Campos-SP.
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.