BLOG DR INACIO FERREIRA

XXII – REFLEXÕES SOBRE O LIVRO “LIBERTAÇÃO” – ANDRÉ LUIZ/CHICO XAVIER POR DR. INÁCIO FERREIRA

Continuando a descrever a “metamorfose” a qual se submeteram, a fim de que fossem percebidos naquela Dimensão Subcrostal, André Luiz anotou:

“Reparei, confundido, que a voluntária integração com os elementos inferiores do plano nos desfigurava enormemente (destacamos). Pouco a pouco, sentimo-nos pesados e tive a ideia de que fora, de improviso, religado, de novo, ao corpo de carne, porque, embora me sentisse dono da própria individualidade, me via revestido de matéria densa, como se fosse obrigado a envergar inesperada armadura.”

 

Notemos que interessante, e, mais uma vez, chamamos a atenção do leitor para a questão da Reencarnação no Mundo Espiritual, que nada mais é que um processo de materialização mais demorada em cada Plano que o espírito seja chamado a viver.

 

Curioso o que diz Gúbio a seguir:

 

“Nesta cidade sombria, trabalham inúmeros companheiros do bem nas condições em que nos achamos.”

 

Mas também, de nossa parte, aproveitamos para esclarecer que, mesmo em tais Dimensões sombrias costumam reencarnar espíritos de certo grau evolutivo com a finalidade de instruírem os que lá estejam domiciliados. Afinal, Cristo não veio a Terra?! E, antes Dele, tantos outros, como Sócrates, por exemplo?! E, depois Dele, Francisco de Assis, Teresa d’Ávila, Chico Xavier?!…

 

Gúbio alerta na sequência:

 

“Se erguermos bandeira provocante, nestes campos, nos quais noventa e cinco per cento das inteligências se encontram devotadas ao mal e à desarmonia, nosso programa será estraçalhado em alguns instantes. Centenas de milhares de criaturas aqui padecem amargos choques de retorno à realidade, sob a vigilância de tribos cruéis, formadas de espíritos egoístas, invejosos e brutalizados.”

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

A cidade dos “gregorianos” era uma cidade de loucos… E salientemos que ela não era, qual não é, a única existente em tal Plano, ou Dimensão, ou Planeta Espiritual – milhões e milhões de espíritos, mentalmente, ainda vivem no passado, e se organizam como se organizavam os homens nos séculos transatos.

 

Chico Xavier psicografou o livro “Libertação” em 1949. Posteriormente, em conversa reservada com alguns amigos – conversa que, infelizmente, vazou –, ele disse que, a conselho de Emmanuel, André Luiz acabou por retirar muitas páginas da obra, com a finalidade de não criar induções excessivamente negativas na mente dos leitores.

 

Chico, mais tarde, contou-nos pessoalmente que na cidade dos “gregorianos” eram realizadas verdadeiras orgias, bacanais, com os seus moradores idolatrando como deuses os símbolos fálicos, que carregavam em andores, nas procissões que realizavam…

 

As explicações de Chico, tendo sido vazadas – um dos amigos aos quais ele havia narrado o fato fora ao conhecido tribuno Newton Boechat, que, inadvertidamente, passara-a adiante, em palestra –, foram, ainda recentemente, plagiados por outro “médium”, que, como de hábito costuma fazer, apresentou em livro a “revelação” como sendo de sua lavra.

 

Em seguida, André pergunta a Gúbio:

 

“E há governo estabelecido num reino estranho e sinistro como este?”

 

A resposta do Instrutor, naturalmente, foi afirmativa, pois, afinal, em qual reino – mesmo no reino animal – não existe governo?! Não obstante, Gúbio esclarece: “Qual ocorre na esfera carnal, a direção neste domínio, é concedida pelos Poderes Superiores, a título precário.” Quer dizer: tudo com o Consentimento Divino, pois nada – absolutamente nada – acontece fora da Vontade de Deus.

 

INÁCIO FERREIRA

 

Uberaba – MG, 22 de outubro de 2018.

 

Fonte: http://inacioferreira-baccelli.blogspot.com/2018/10/xxii-reflexoessobre-o-livro-libertacao.html

Antonio Nazareno FavarinDr. Inácio Ferreira
Blog do Dr. Inácio Ferreria mantido pelo medium Carlos A. Baccelli
Site Oficial: Mediunidade na Internet
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------