Você alguma vez já parou para pensar que o cérebro não é tão somente essa massa cinzenta que ainda tira o sono de muitos pesquisadores materialistas? Ainda mais quando conseguirem ir além da forma que se nos apresenta no corpo físico? Muita coisa há para ser revelada ao homem e é o que veremos no capítulo dessa semana.

André Luiz ouvia o mentor Calderaro destrinchar, vamos dizer assim, a oficina cerebral no seu campo espiritual com encanto, confiança e destreza. Vamos ver uma citação: “No sistema nervoso, temos o cérebro inicial, repositório dos movimentos instintivos e sede das atividades subconscientes”.

A vida é cheia de mistérios, não é mesmo? O homem ainda não pode se gabar de que tudo sabe, entende ou compreende. Tudo ainda está a grosso modo até que esse mesmo homem se ache merecedor do ceitil da Divindade. Tudo que pensamos é direcionado ou foi programado pelo cérebro, que sempre ativo, manobra as intenções, boas ou más, do ser que pensa dominá-lo.

Os nossos movimentos instintivos – em alta – vale lembrar, ainda nos prende aos arcabouços da memória – inconsciente – por onde os instintos se debatem com a razão florescente e criadora, instigando o espírito imortal a lidar com a epopeia de pensamentos que se cria e que através deles coloca em prática sua sanidade.

As atividades subconscientes as quais ainda não temos sua posse definitiva e direta, são alusões psíquicas por onde se manifesta a individualidade personificada no homem ou mulher da presente existência.

Tudo gira em torno da Mecânica Cósmica, da estrutura quântica por onde Deus se faz presente em cada partícula, em cada célula, em cada órgão criado por Sua vontade em conjunto com a vontade humana que mesmo sem o saber – ainda – também dirige seu corpo fluídico.

Tanto os movimentos instintivos a que ainda nos direciona, proporcionando campos de aprendizado para que a nossa consciência se sinta mais fortalecida no sentido de organizar as estruturas cerebrais do Novo Homem, temos também as atividades subconscientes que nos fazem exercer certa lucidez no esquecimento que ora somos dotados.

O sistema nervoso carrega consigo informações pessoais de cada ser criado. Essas informações criam vida, ainda que latente. Quando impulsionada pelo cérebro mais participativo com as vontades mais elevadas, envolve a criatura de energias capazes de reduzir as vicissitudes a que tanto vem alimentando.

É a separação do joio do trigo ainda em crescimento para que venha a ser sazonado com as virtudes que o credenciará como servidores leais e fieis de Deus no Seu organograma divino. Comigo, Leitor Amigo? (Continua)

Ari Rangel Aécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.

---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Send this to a friend