ARTE DE ESCREVER BEM

“Por que” – “Porque” – “Porquê” ou “Por quê”? por Antonio Nazareno Favarin

O uso dos “porquês” gera muitas dúvidas. Pretendemos aqui, sucintamente, esclarecer seu emprego correto a qualquer situação.

  1. POR QUE – separado e sem acento, é utilizado em:

a) perguntas.

Exemplo: por que há muita dor no mundo? A Doutrina Espírita explica a causa;

b) frases nas quais estiverem subentendidas as palavras: “razão” ou “motivo”.

Exemplo: na Doutrina Espírita, aprendemos por que (razão) há tanto desamor entre os homens e, também, por que (motivo) impera tanto egoísmo;

c) textos em que o “por que” pode ser trocado por “o motivo pelo qual”.

Exemplo: a reencarnação, como mecanismo perfeito da Justiça Divina, explica-nos por que (o motivo pelo qual) existe tanta desigualdade de destino das criaturas na Terra.

  1. PORQUE – assim grafado e sem acento, é uma conjunção explicativa equivalente a: “pois”, “já que” ou “uma vez que” e é utilizado, sobretudo, para responder perguntas.

Exemplos:

– “bem-aventurados os pacíficos porque (pois) eles serão chamados  filhos de Deus” – ESE, IX, 2;

– “o trabalho é imposto ao homem? Sim, porque (uma vez que) é uma consequência de sua natureza corporal, uma expiação e, ao mesmo tempo, um meio de aperfeiçoar sua inteligência” – LE, 676.

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

  1. PORQUÊ – junto e com acento, representa um substantivo, significando “motivo” ou “causa”, e pode ser acompanhado de artigo.

Exemplos:

– havia muitos porquês para poucas respostas;

– não conseguimos entender o porquê de sua ausência.

  1. POR QUÊ – com acento no “quê” e separado, é usado em finais de frases interrogativas, substituindo as expressões: “por qual razão” ou “por qual motivo”.

Exemplos:

– os torcedores nunca aceitam o resultado adverso, por quê? (por qual razão?);

– fiquei lendo bastante ontem à noite, sabe por quê? (por qual motivo?).

Antonio Nazareno FavarinAntonio Nazareno Favarin
Professor de Português, Revisor de livros de São José dos Campos-SP.

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário