LUZ INFINITA

Planos dos Lobos Frontais por Aécio César

Você alguma vez já parou para pensar que nesses planos dos lobos frontais do nosso cérebro, está a Caixa de Pandora por onde, hoje, apenas temos vaga intuição do tesouro que nos aguarda quando de posse da razão mais perceptiva com o nosso próprio eu?

Calderaro é direto a respeito e que André Luiz registrou no seu livro “No Mundo Maior”, na psicografia do médium Chico Xavier. Vejamos: “Nos planos dos lobos frontais, silenciosos ainda para a investigação científica do mundo, jazem materiais de ordem sublime, que conquistaremos gradualmente, no esforço de ascensão, representando a parte mais nobre de nosso organismo divino em evolução”.

Essa ordem divina são os dons pelos quais iremos desenvolvendo na labuta das reencarnações salvadoras, em que, em cada existência, se se ganha virtudes, perder-se-á em vícios. É questão única de escolha: é evoluir e evoluir sempre.

O que falta no homem da atualidade é remexer os refolhos da consciência, é mostrar-se decidido a explorar a própria individualidade estando ainda metamorfoseada em personalidades não tanto análogas. São os nossos egos que se agitam nos porões da memória ainda que inconsciente, mas que se afloram – mesmo que não as percebamos – dentro do nosso contexto de vivência e convivência com o próximo.

Tem um ditado que encaixa bem nesses meus singelos apontamentos: “De médico e de louco, cada um tem um pouco”, ou seja, mesmo querendo nos redimir das nossas faltas, procurando o remédio eficaz para esse ou para aquele distúrbio psíquico, temos também a loucura a nos assediar a alma a tanto sabatinada pela nossa invigilância em não observar melhor o nosso caráter em transe.

Quantas existências ainda nos serão necessárias para que despertemos desse abismo o qual nos encontramos por vontade própria? O que nos faz permanecer nele sem nenhuma capacidade de arguição? Decerto, reconhecemos, que em estados como esses, difícil mesmo a criatura se despertar sem que tenha um apoio espiritual digno de aceitação, claro.

Há, portanto, religiões e religiões. Existe, pois, a Religião Espírita que vem perlustrando o universo psíquico da alma tanto encarnada quanto desencarnada trazendo novas revelações em que nenhuma outra se ache tão capacitada quanto. É de responsabilidade grande os seus representantes e os seus seguidores, procurando ater-se quanto à invencionices e modismos que em nada representa essa Santa Doutrina. Todo cuidado é pouco.

O Consolador Prometido por Jesus já se encontra conosco, ou seja, é uma Doutrina que nos capacita volver nosso olhar para dentro de nós e que, assim, possamos compreender melhor como usar de atitudes benfazejas que promovam melhor equacionamento matéria-espírito no curto espaço-tempo a que nos pertencemos. É questão de lógica, a que nossa consciência venha sentir-se satisfeita na aferição do próprio eu espiritual enquanto se se desembaraça do estado bestial do momento. Comigo, Leitor Amigo?

Ari RangelAécio Emmanuel César
Médium de psicografia desde 1990, tarefeiro espírita na cidade de Sete Lagoas/MG.

---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.