SINAL VERDE

Mensagem Fraterna pelo espírito de J. Freitas Nobre por Ari Rangel

Irmãos espíritas, que a excelsa paz do Amigo Celeste esteja sempre entre nós!

É, particularmente,  aos vossos corações que dirijo as minhas palavras neste grave instante por que passa a “Pátria do Evangelho e Coração do Mundo“, conquanto tudo esteja dentro da “ordem natural das coisas“; por mais que às vezes assim não pareça!

Nunca será demasiado lembrarmos que o planeta que nos abriga a existência passa por uma efervescência evolutiva necessária e, de igual modo, a Pátria do Cruzeiro vive, presentemente, essa faxina ético -moral, trazendo à tona os malfeitos de todos os matizes que sempre se varreu para debaixo do tapete. Semelhante às águas claras da superfície de uma piscina em limpeza, ficamos, naturalmente, espantados quando a sujidade de sua fundura vem à tona, revelando-nos seu lodo. Sob uma ótica imediatista, naturalmente surgem a estupefação, a revolta e a indignação, que, a nosso ver, em nada colaboram na economia mental de uma nação ainda em construção.

Compreendemos que irmãos desvencilhados da fé ou mesmo aqueles consorciados com religiões tradicionais se arvorem, revoltados, nestes instantes. Entretanto, a nós outros, que trilhamos pelas sendas luminosas do Consolador Prometido já não cabe mais o papel da esgrima verbal, do achincalhe e da execração pública de quem quer que seja, sob pena de retardarmos, ainda mais, a nossa marcha pessoal e coletiva, visto sabermos, de antemão, das transformações necessárias e improcrastináveis , que farão de nosso orbe um planeta um pouco menos atrasado e mais justo.

O Cristo, na excelsitude de Suas deliberações divinas , governa-nos a evolução com a bondade e a sabedoria que ainda não conseguimos aquilatar de pronto mas, Suas mãos infatigáveis e misericordiosas não descansam para que nenhuma de Suas ovelhas se desgarre.

Já tivemos a oportunidade de asseverar que uma plêiade de espíritos de escol, a breve turno, estarão de retorno à lida física, na segunda metade deste século, para catalisar  ainda mais a inadiável marcha evolutiva  de nossa casa planetária.

Todavia, aos irmãos espíritas, principalmente, rogamos, sobremodo nestas horas de forte evisceração do organismo político-administrativo de nossa nação, a serenidade e a prece; a fé e a esperança;  o trabalho e certeza de que a “Pátria do Evangelho e Coração do Mundo” só deixará de ser apenas a “Pátria do Cruzeiro“, quando, de verdade, conseguirmos fazer brotar no solo sagrado de nossos corações as sementes alvinitentes da paz , que o Cristo derramou sobre nós.

No dealbar de uma nova era é preciso que nos renovemos dia a dia. Para que profliguemos de vez o mal, também é igualmente  preciso asserenar os nossos corações.

Oremos pelo Brasil, espíritas irmãos, mas antes vigiemo-nos para não nos juntarmos à turba “desgovernada” que não têm ainda os tesouros da compreensão e da informação que já dispomos. Tudo corre pelas mãos aureoladas do

Cristo, hoje e todo sempre! Confiemos!

Um fraternal abraço!

Sou o vosso irmão reconhecido,

J. FREITAS NOBRE

(Mensagem Psicografada no C.E. Eurípedes Barsanulfo, no dia 24 de Março de 2017, na cidade de Taubaté-SP, pelo irmão Ari P. Rangel )

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário