Eventos

Evangelho de Natal 2017 com Pedro Melo e Castelã

Reproduzir

Querido(a) Vivenciano(a), dia 24 de dezembro de 2017 aconteceu o tradicional Evangelho de Natal das casas Espíritas de São José dos Campos-SP realizada nas AME – Assistencial Maternal Espírita em homenagem a comemoração de nascimento do Nosso Senhor Jesus Cristo.

Confira a gravação abaixo transmitida pelo Facebook Live e áudio pela Radio Online Vivência Espírita.

Veja também como foi o Evangelho de natal dos anos anteriores:

Castelã abriu o evento com a a harmonização musical, seguida pela preleção do jornalista Pedro Melo sobre o Natal em paralelo os médiuns Ari Rangel e Lindalva Pereira estavam psicografando de forma espontânea, depois leram as cartas psicografadas sendo uma do nosso saudoso e amigo Helder Bastos, transcrita abaixo. Finalmente, o Grupo Musical Castelã encerrou o evento.

Facebook Live:

Evangelho de Natal 2017

Evangelho de Natal 2017
Realizado anualmente para homenagear o Nosso Mestre e Senhor Jesus Cristo.
Participe!
Caso não possa estar presente, escute ao vivo pela Rádio Online Vivência Espírita ou pelo Facebook Live do Vivência.
Acesse:

Publicado por Vivência Espírita em Domingo, 24 de dezembro de 2017

Carta Psicografada por Helder Fernandes Bastos por Ari Rangel

Meus queridos irmãos de sempre, quanta alegria chegar a tempo aqui, nesta festa de luz, onde a cada ano muitos irmãos nossos vão se achegando.

Se a Casa parece estar lotada pelos irmãos amigos ainda chumbados ao chão, imaginem por nós, que já não temos mais o corpo denso!… Pois estamos por aqui aos milhares.

Quero destacar ao nosso lado a presença de irmãos caros e muito queridos; os nossos sempre queridos Alamar, Dodô, as queridas Sophia e Marcela, que para mim, especialmente, tem sido anjos a me cobrirem de compreensão, sobretudo na adaptação à nova vida. É que quando aportamos por aqui, à princípio, nos achamos verdadeiros E.T’s.

Logo eu, que sempre me achei um, nunca me senti tanto quando cheguei ao mundo espiritual. A elas duas e aos seus companheiros sempre joviais devo o meu equilíbrio…

Também identificamos ao nosso lado o Marcinho Mazzala, o Rodolfo do nosso querido Rui, como eu já disse, o Alan Krambeck, nosso filósofo amigo, o Seu Mendonça, meu caravaneiro do coração, a Juliana Dias, o Rogério, a Lila, o seu Pedro e muitos outros dedicados trabalhadores da nossa querida São José… Destacamos, ainda, as presenças venerandas de nossa mãe Maria, pai Joaquim, além dos muitos caboclos e índios que sempre nos acompanham…

Mas este é um assunto que não dá para listar por completo, infelizmente!…

Disse um dia ao nosso irmão, que usaria as mãos dele para dar o “ar” da nossa “graça”, mas confesso que não pensava que seria, assim, tão cedo e aqui estou fazendo e cumprindo o que prometi… Hoje, especialmente, senti-me transportado por uma felicidade indizível… Creio que os irmãos se lembram como eu gosto de falar; ocorre, porém, que estou me disciplinando por aqui e aprendendo que fazer silêncio, muitas vezes, equivale a fazer uma prece muito valiosa, mas, como dizia, fomos chamados a participar de uma formatura muito especial. Sim! Não estranhem!

Temos formaturas por aqui também. Para cá, onde fomos trazidos – uma linda colônia, que está acima da nossa região-, tem uma estrutura de fazer inveja a qualquer grande metrópole do mundo. E hoje tive o privilégio de participar, levado pelas queridas Marcela e Sophia para assistir a este maravilhoso evento.

Bem, há para as crianças recém-libertas do corpo físico estágios a serem vencidos e nos primeiros dois anos, contados no calendário terrestre, cada criança, se assim posso me expressar, à medida que vai se adaptando à nova realidade, adquire o merecimento de passearem – não estranhem, por favor!-, em um lindo pônei alado, que as leva a tocarem, no firmamento, o Arco-Íris. E tocá-los de verdade! Com as próprias mãos!… Agora, imaginem o que representa, no Departamento da Infância, que congrega milhares dessas crianças, alcançar o Arco-íris, depois do esforço de cada uma delas!… Hoje, 156 dessas “crianças”, o tocaram, finalmente. Esta formatura é realizada sempre no dia 24 de Dezembro, justamente porque as vibrações plasmadas pelas emanações de solidariedade do Natal, propiciam um cenário celeste tão indescritível, que mesmo para um falante inveterado não há palavras para descrevê-lo com precisão.

Pois foi com esse espírito que cheguei por aqui, com os olhos marejados de luz, e qual não foi a nossa surpresa encontrar, deste outro lado do rio da vida, a nossa sempre iluminada AME. Ah, meus amigos, não me invejem, por favor… Se acalmem!… Vocês terão a hora e a vez de vocês para enxergarem com os próprios olhos as cenas que em muito superam os cenários de Hollywood… É assim, mais com Jesus do que com que papais noéis, que a gente sente a grandeza do Amor do aniversariante: é um banquete, só que de luz! Não tenho palavras para descrever, meus amigos, pois continuo um chorão sem cura.

A nossa Eliana nos pediu para dizer que ela ainda faz parte do Castelã, e que beija a todos.

Que interessante acercar-me desta mesa!… De um lado as forças eletromagnéticas despendidas da cabeça da mãezinha da Sophia e deste outro lado, de onde escrevo, um imã que me faz organizar o pensamento e as palavras para o amigo irmão que os interpreta…

Quero ainda dizer que estamos muito mais juntos do que possam imaginar. Quantas reuniões temos estado juntos, nos abraçado e nos ajudado…

Jorge, meu irmão, o seu Aurélio Augusto em companhia do pai Joaquim tem traçado muito trabalho para você. Agora está mais fácil e é importante dar vazão.

O nosso Rodolfo tem estado no “Vivência”, e eu que gostaria muito de voltar, às vezes espero a carona do Jorge, como se aí ainda estivesse, no entanto, ele me estimula a saber esperar. A saudade dos amigos que ficaram é grande, mas muito mais pela companhia. É assim que entro em prece por aqui, relembrando as nossas Graça, Adriana, Camila, o Rui, o Jorge e o Rodrigo… É difícil, mas tenho que aprender a esperar.

Fernanda, sua Marcela é um anjo, ao lado de tantos outros que chegam por aqui. Elas também se formaram um dia na escola do Arco-Íris e ela fez a prece do evento, dedicando-a à família que a acolheu na Terra, especialmente a você, que soube transformar as lágrimas da saudade em suor de trabalho renovador. Ela pede para você beijar a todos por aÍ: o Fábio, o Bruno, a Dona Doly e tantos quanto você puder, por ela…

Desculpem-me, mas como eu disse, estou tentando me domar no quesito conversa… mas os benfeitores já me sinalizam para encerrar…

A Sophia manda um beijo por meu intermédio, mesmo se utilizando das mãos da nossa querida Lindalva, ao papai Ronaldo, ao Vi, à Vera e os seus amigos de coração… Isso só para reafirmarmos que estamos aqui!

No mais, o meu beijo a Ieda, aos seus, ao sempre harmonioso Castelã e a todos os ET’s dessa imensa nave chamada São José dos Campos!

Sob as bênçãos do aniversariante, sem mais, deixo a todos o abraço emocionado do amigo irmão e aprendiz de sempre,

Hélder.

Hélder Bastos

(Mensagem recebida durante a reunião pública de Evangelho de Nata em 24 de dezembro de 2017 na AME – Assistencial Maternal espírita pelo médium Ari Rangel)

---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário