ARTE DE ESCREVER BEM

“EMINENTE” ou “IMINENTE”? POR ANTONIO NAZARENO FAVARIN

Comentário: “eminente” e “iminente” são duas palavras parônimas; isto é, são semelhantes na escrita, porém seus significados são totalmente diferentes. Por isso, há sempre equívocos no emprego correto destes dois termos.

a) Eminente – é adjetivo de dois gêneros que designa uma pessoa de qualidade elevada na sociedade. É sinônimo de “ilustre”, “importante”, “notável”, “sublime”, “destacado”.

Exemplo:- Divaldo Pereira Franco, José Raul Teixeira e Haroldo Dutra   Dias são três eminentes oradores espiritualistas;

– a estátua do Cristo Redentor é um monumento eminente da cidade do Rio de Janeiro;

– o saudoso e venerável Francisco Cândido Xavier (02/04/1910 – 30/06/2002) foi um dos médiuns mais eminentes do Espiritismo e, ao longo de 75 anos de trabalhos mediúnicos, esse eminentíssimo “Mineiro do Século”, psicografou em torno de 500 livros e milhares de cartas consoladoras.

b) Iminente – é adjetivo utilizado para alertar ou avisar alguém de que algo está prestes a acontecer. É sinônimo de “imediato” ou “o que está prestes a acontecer”.

Exemplos:- devemos estar constantemente precavidos na iminência de  quaisquer perigos;

   – a probabilidade de termos um país bem administrado e próspero é iminente?

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

“EM VIA DE” ou “EM VIAS DE”?

Comentário: a locução correta é em via de, com a palavra “via” no   singular, pois “via” significa caminho; daí, em via de = a caminho de.

Exemplo:- estou em via de concluir o meu trabalho;

 – ela está em via de se aposentar.

“FOI COMUNICADO” ou “FOI AVISADO”?

Correto: foi avisado.

Exemplo: o empregado foi avisado, pelo empregador, 30 dias antes de seu período de férias.

Explicação: nós só podemos ser avisados de algo, e não “comunicados de algo”; porém, se usarmos o verbo “comunicar” na voz ativa, sem o auxiliar, aí, sim, poderemos usar esse verbo e dizer: comuniquei alguma coisa a alguém.

Exemplo: o empregador comunicou ao empregador, 30 dias antes, o seu período de férias.

Para reflexão: “a lei da mente é implacável:

   – o que você pensa você cria;

   – o que você sente você atrai;

   – o que você acredita torna-se realidade” – Buda.

 

Antonio Nazareno FavarinAntonio Nazareno Favarin
Professor de Português, Revisor de livros de São José dos Campos-SP.
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

1 Comentário

clique aqui para deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  • Seu trabalho é excelente, haja vista que muitas pessoas realmente se equivocam, ao empregar as palavras eminente e iminente. Graças a Deus, eu não tenho tal dúvida, mas, reconheço o mérito e a necessidade de seus ensinamentos transmitidos a terceiros. O saber não ocupa espaço. Parabéns, pela iniciativa!