ARTE DE ESCREVER BEM

“É PROIBIDA A ENTRADA” OU “É PROIBIDO ENTRADA”? POR ANTONIO NAZARENO FAVARIN

Comentártio: as duas formas estão corretas. A expressão “é proibido”, de acordo com os padrões gramaticais de nosso idioma, assim como essas outras: “é preciso”, “é necessário”, “é bom” e “é permitido”, quando se generalizam, ou seja, quando se referem a palavras sem elementos determinantes, permanecem sempre invariáveis, isto é, ficam no singular e no masculino, com valor genérico/neutro.

Exemplos:     – é preciso boa vontade e cidadania para sair vitorioso;

é necessário cautela antes de qualquer decisão;

é bom plantação de árvores para purificação e umidade do ar;

é permitido confiança ao funcionário de bom comportamento.

Nota: entretanto, havendo outros elementos que determinem estas expressões, elas concordam em gênero e número com seus determinantes.

✉ Fique Atualizado!



Rádio On-line Vivência Espírita

Exemplos:     – seriam precisos parlamentares mais competentes e honestos, que atuassem com moral e ética para alavancarem nosso país, mormente quanto à educação, saúde e segurança; e, para isso, são precisas cobranças rigorosas e sérias pela população.   

é necessária, outrossim, a colaboração, em todos os sentidos, pelos compatriotas, para tirarmos o país da crise, sublimando, principalmente, estes setores supramencionados;

a água é boa e imprescindível à sobrevivência de todos os seres viventes; por isso, investimentos e cuidados devem ser empreendidos para a preservação desta fonte viva à nossa vida;

– “todas as coisas são-me permitidas, mas nem todas me convêm” (1ª Cor. VI: 12). À parte nosso estudo lexicológico, fixemo-nos, sobremaneira, na VERDADE e na SABEDORIA que encerra esta sublime máxima do Apóstolo dos Gentios. Vale a pena refleti-la em nossa REFORMA ÍNTIMA.

“CORRAMOS ATRÁS DO PREJUÍZO” ou “ATRÁS DO LUCRO”?

Correto: corramos atrás do lucro.

Comentário: pode-se correr para escapar do prejuízo; porém, é um contrassenso correr atrás dele. Eu corro, sim, atrás do lucro, isto é, busco-o.

“SUJEITO A GUINCHO” ou “A GUINCHAMENTO”?

Correto: sujeito a guinchamento.

Comentário: “guincho” é o veículo provido de guindaste, que faz a ação, isto é, o guinchamento. Por isso, a frase correta na placa deve ser: “proibido estacionar – sujeito a guinchamento”.

 

Antonio Nazareno FavarinAntonio Nazareno Favarin
Professor de Português, Revisor de livros de São José dos Campos-SP.
---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.