MÚSICAS ESPIRITUAIS

Músicas Espirituais com Jorge Reis

Já faz um bom tempo que componho músicas, e cada vez mais me convenço que todas são espirituais, sinto que a maioria delas chega pelo ar como as ondas de rádio. A diferença é que não estão sendo geradas na terra, mas em outras dimensões. Àqueles que estiverem com a sensibilidade mais aguçada, vão captá-las. A grande prova disto é que vemos músicas construídas por vários compositores das regiões mais diferentes com o mesmo sentido, o mesmo conteúdo, o mesmo estilo e até com melodias bem semelhantes.

936527_471295152989159_1466410109_nComo a música está no ar, a tarefa dos compositores é captá-la, utilizando a mediunidade, capacidade orgânica de todos os homens, sendo a inspiração e a intuição as principais para este fim.

Através do mecanismo da mediunidade os músicos conseguem captar músicas já construídas por entidades do plano extra físico. Isto pode acontece durante o sonho, quando entram em contato com outras entidades espirituais. Ao despertar, frações destes sonhos são lembrados, entre elas, podem estar as músicas que ficaram registradas na mente do artista, prontas para serem construídas. Existem casos também de Espíritos que escutam as músicas no plano onde se encontram, gostam das mesmas e intuem os músicos a compô-las.

Contudo, meus amigos, o parceiro espiritual nem sempre é reconhecido. É bastante comum o compositor encarnado pensar que foi apenas ele que compôs a musica, sem nenhuma interferência espiritual. Pensando assim, muitos se iludem com o sucesso e deixam a vaidade e o orgulho falarem mais alto.

  • E o que acontece para muitos destes compositores?
  • O sucesso acaba.
  • E qual e a desculpa de muitos para o sucesso ter acabado?
  • A falta de inspiração.

Notaram a contradição: sabem que recebem a música por inspiração, mas não agradecem e nunca reconhecem que foram inspirados por alguém de outro plano.

Não podemos esquecer também das músicas totalmente espirituais, nos casos em que as letras são passadas por Espíritos através da mediunidade de psicografia e as melodias através da mediunidade de psicofonia ou intuição.

Nesta altura muitos devem estar se perguntando:

  • Não existe música apenas do encarnado?
  • É claro que sim, principalmente as que se baseiam em alguns temas predefinidos, em que os compositores têm de pesquisar, estudar a história, conhecer todo contexto no qual a música será executada, etc. Mesmo assim, quem nos garante que, durante todo este trabalho artístico de pesquisa, ele não está sendo intuído por amigos espirituais? Quem constrói músicas assim, sabe que sempre aparece algum tipo de voz interior sugerindo para que se siga este ou aquele caminho.

Alguns ainda nos perguntarão:

  • E os repentistas, que, como o nome já está dizendo, constroem a música instantaneamente?

Eu digo que estes utilizam o talento natural, contudo, não podemos descartar a bagagem anímica que os mesmos vêm trazendo de outras vivências espirituais.

Caros amigos, não nos restam dúvidas que os compositores e poetas possuem o dom natural para construir música e poemas e são participantes ativos do processo, entretanto, nunca poderemos descartar a participação espiritual, pois estes são os grandes parceiros do dia-a-dia de todos os homens.

Para finalizar deixo para vocês um poema precioso que define a música com muita perfeição, recebido mediunicamente dos cancioneiros do infinito, pela professora Marisa Cajado.

SOU A MÚSICA

No contexto do universo
Sou voz em tom expresso do som da divindade
Toco o acorde da alma
Que estimula e acalma o cerne da humanidade

Onde o concerto Divino
Profundo e Cristalino exprime-se naturalmente
Alcançando pedras, ninhos,
A fauna, o solo, os caminhos no tom do eternamente.

Estou na voz do vento,
Suave ou em tormento, acompanhando a vida,
Desde o princípio da Terra
Nas lutas que ela encerra a dar-lhe paz e guarida.

Inspirei o guerreiro iludido
Também o homem vencido, porque a minha missão
É de acordar a grandeza
Que dormita na fraqueza dos pobres de coração.

Em tantos hinos de glórias
Exaltei muitas vitórias nas ilusões que traduzem
Até o homem encontrar
O vórtice angular representado nas cruzes.

Então em elevação
A alma sem divisão retornará ao seu lar.
Sou a música que embala
Enquanto a sua alma fala: Amigo, Viver é amar

 
Fonte: Livro Músicas Espirituais – como acontecem – autor: Jorge Reis

Livro Músicas Espirituais como Acontecem

 

Publicações relacionadas:

---------- Publicidade ---------- ---------- Publicidade ----------

Adicionar Comentário

clique aqui para deixar um comentário